Projetos Financeiros

Aqui você encontra diversas possibilidades de crédito.

BeneficiosDicasDICAS DE INVESTIMENTOEconomiaEducação Financeira

Sete dicas criativas para garantir uma ceia de Natal mais econômica

A alta dos preços dos alimentos obriga o brasileiro a ser criativo para garantir uma ceia completa de Natal sem se endividar para o próximo ano. O planejamento deve ser feito o quanto antes.

Servir os produtos tradicionais ficou cerca de 10% mais caro neste ano em comparação a 2021. Em média, é preciso gastar R$ 294,75 para levar aves natalinas, azeite, caixa de bombom, espumante, lombo, panetone, pernil, peru, sidra e tender neste mês, segundo levantamento da Abras (Associação Brasileira de Supermercados).

Para quem já está no limite do orçamento, a pressão é ainda maior. “Por mais que seja grande a vontade de confraternizar, é importante controlar os excessos e estar atento aos gastos no cartão de crédito, evitando o descontrole financeiro já nos primeiros meses do próximo ano”, orienta Reinaldo Domingos, presidente da Abefin (Associação Brasileira de Educadores Financeiros).

Um caminho é utilizar uma parte da segunda parcela do 13º salário, paga a quem tem carteira assinada até o dia 20 deste mês, com parcimônia. A recomendação é deixar a maior parte do recurso para negociar ou quitar dívidas e investir, se possível.

Antes de iniciar as compras, é fundamental somar todos os gastos previstos para dezembro e janeiro, quando há cobrança de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores), seguros e matrículas escolares.

“Cair no descontrole financeiro no fim do ano é um risco iminente, ainda mais neste, com comemorações da Copa do Mundo”, diz Domingos. Veja abaixo mais orientações para organizar a ceia com tranquilidade:

1- DEFINA COM ANTECEDÊNCIA O NÚMERO DE CONVIDADOS

A partir dessa definição será possível calcular a quantidade ideal de pratos para que a “mesa farta” não vire um festival de sobras e desperdício

2 – ESTABELEÇA UM VALOR A SER GASTO

– A ceia deve obedecer o padrão de vida da família

– Os itens da ceia natalina representam um custo alto no orçamento não só por causa da inflação, mas também pela maior demanda nesta época do ano

– Sair de casa com um teto, evita o endividamento

3 – ESCOLHA O CARDÁPIO E SIGA A LISTA DOS INGREDIENTES NECESSÁRIOS

– O excesso de variedades é uma das grandes causas do desperdício

– O melhor é pensar em pratos que agradem a todos

– Apostar em uma salada bem colorida e com frutas da época ajuda a saciar o apetite

– Se a família for grande, duas carnes como prato principal são suficientes

– Chester, Tender e Peru tendem a ser mais caros por serem tradicionais nesta época

– Há receitas com carnes suínas e frango recheado, de menor custo, que rendem boas opções

4 – PESQUISE E FAÇA AS COMPRAS EM LUGARES DIFERENTES

– Feiras livres podem ter itens mais frescos e baratos

– Frutas secas e castanhas podem ser compradas em estabelecimentos que vendam a granel

– Para comprar itens em grande quantidade, como carnes e bebidas, há os mercados atacadistas

– Encomendar alguns pratos em padarias, restaurantes ou supermercados pode ajudar a economizar a depender do número de convidados

– Trocar alimentos e bebidas importados por itens nacionais e mais baratos ajuda a se manter no orçamento sem perder no sabor ou na qualidade

5 – NÃO DEIXE PARA A ÚLTIMA HORA PARA EVITAR COMPRAR POR IMPULSO

– Ir a mercado cheio e movimentado sem tempo e tranquilidade provoca estresse e pressa, o que podem te levar a pegar os produtos mais caros e desnecessários

– Em cima da hora, os preços ficam mais ainda caros por conta da alta procura

6 – SE PUDER, EVITE O CARTÃO DE CRÉDITO

– Pagar alimentos de forma parcelada pode apertar o orçamento do início de 2023, afinal há outras despesas típicas, como IPTU, IPVA e material escolar

– O acúmulo de parcelas pode levar ao descontrole financeiro

– Entre os principais tipos de dívida estão o cartão de crédito, que lidera disparado, com 86,2% em outubro de 2022, calcula a CNC (confederação nacional do comércio)

7 – SUGIRA A CADA CONVIDADO LEVAR UM PRATO DIFERENTE OU DIVIDIR O TOTAL DA COMPRA

– É uma forma de cada um ser um pouco responsável pela noite e ninguém se endividar

– De forma organizada e comprovando os gastos, não haverá problemas

Custo da Ceia Natalina

Região – 2021 – 2022 – Variação 2021 x 2022 (em %)

Sudeste – R$ 241,39 – R$ 282,39 – 17

Centro-Oeste – R$ 271,64 – R$ 285,63 – 5,2

Nordeste – R$ 264,79 – R$ 298,11 – 12,60

Sul – R$ 267,31 – R$ 301,30 – 12,70

Norte – R$ 297,12 – R$ 306,34 – 3,1

Nacional – R$ 268,45 – R$ 294,75 – 9,8

Fonte: Abras (Associação Brasileira de Supermercados)

CEIA DE NATAL FICA MAIS CARA EM 2022

Preço Médio de dez itens, em R$

Norte – 306,34

Sul – 301,3

Nordeste – 298,11

Média do Brasil – 294,75

Centro-Oeste – 285,63

Sudeste – 282,39

Variação ante 2021, em %

Norte – 3,1

Sul – 12,70

Nordeste – 12,60

Média do Brasil – 9,8

Centro-Oeste – 5,2

Sudeste – 17

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *