Projetos Financeiros

Aqui você encontra diversas possibilidades de crédito.

DicasNovidades

Como sair do cheque especial?

Considerando o modo como funciona o cheque especial, é muito fácil contar com essa opção de crédito. Aliás, esse é um dos pontos que levam as pessoas a optarem pela modalidade. Para quitar a dívida, basta depositar o valor utilizado na conta corrente, o que evita que os juros aumentem.

O problema é quando essa dívida foge do controle e a pessoa se vê diante de uma quantia alta para pagar. Se você já está nessa situação, não se preocupe. Listamos quatro dicas para ajudar você a quitar essa dívida. Confira: 

1 – Tente negociar o cheque especial

Se você precisou recorrer a esse tipo de crédito frequentemente nos últimos meses e está com dificuldades para quitar a dívida, uma saída é conversar com o seu gerente e tentar negociar a melhor forma de pagamento.

Em geral, as instituições costumam facilitar esse tipo de negociação, já que elas são as principais interessadas no pagamento da dívida. Mas, atenção: antes de negociar, é importante entender quanto do seu orçamento mensal pode ser comprometido com o pagamento dessa dívida. Com essa informação em mente, é possível fazer uma proposta ao banco que seja vantajosa para ambas as partes. 

2 – Escolha uma modalidade de crédito com juros menores

Se não for possível quitar o valor completo da dívida, existem outras modalidades no mercado com juros menores e que podem ser usadas para organizar as finanças e sair da bola de neve de como funciona o cheque especial.

Dessa forma, é possível trocar suas dívidas caras por uma mais barata, com um prazo maior, que te ajuda a planejar melhor os pagamentos das parcelas.

Na contratação do empréstimo na Creditas, por exemplo, as dívidas que você tem em seu nome já são quitadas e passam a estar unificadas em uma única parcela. Essa é uma solução mais vantajosa, já que as taxas de juros começam em 0,85% ao mês + IPCA para empréstimo com garantia de imóvel e 0,99% ao mês para empréstimo com garantia de veículos.

Caso não tenha um bem, como um carro ou um imóvel, outra opção é recorrer a modalidades como o empréstimo consignado, que também possui taxas baixas, pela garantia estar atrelada ao salário, incluindo juros a partir de 0,99% ao mês e parcelas menores, que não comprometem seu orçamento. 

3 – Reduza o limite do seu cheque especial

O modo como funciona o cheque especial torna esta modalidade muito lucrativa para os bancos. Por isso, eles oferecem uma série de facilidades para o cliente optar pelo crédito emergencial.

Se não quiser cair nessa armadilha, a dica é pedir ao banco para reduzir o limite do seu cheque especial ou simplesmente cancelar o serviço. Assim, você se livra de uma vez por todas do risco de ter a conta e o nome negativados por esse tipo de crédito.

4 – Controle suas finanças pessoais de perto

Por último, e não menos importante, vale dizer que a melhor forma de se livrar do endividamento é ter maior controle sobre suas finanças pessoais. Por isso, é fundamental avaliar seus rendimentos e despesas a fim de identificar onde é possível economizar e evitar gastos desnecessários até que o orçamento fique controlado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *