Projetos Financeiros

Aqui você encontra diversas possibilidades de crédito.

Internacional

Mansão do presidente da Evergrande em Hong Kong é confiscada por banco

Casa de luxo vale US$ 700 milhões; com mais de US$ 300 bilhões em passivos totais, a incorporadora imobiliária chinesa inadimplente já viu muitos de seus ativos confiscados por bancos.

Por Reuters

Fachada do China Evergrande Center em Hong Kong. — Foto: REUTERS/Tyrone Siu/File Photo/File Photo

Uma mansão do presidente da chinesa Evergrande em Hong Kong foi confiscada pelo China Construction Bank (CCB), de acordo com um documento oficial.

A Reuters procurou os envolvidos. A Evergrande se recusou comentar e o presidente Hui Ka Yan não foi encontrado para se manifestar. O CCB não respondeu a um pedido de comentário.

Com mais de US$ 300 bilhões em passivos totais, a incorporadora imobiliária chinesa inadimplente já viu muitos de seus ativos confiscados por bancos. A casa de luxo vale US$ 700 milhões e esse pode ser o primeiro caso de apreensão de bens pessoais de Hui em Hong Kong.

Um documento no Registro de Imóveis de Hong Kong confirmou em outubro de 2021 que a propriedade havia sido penhorada por um empréstimo do CCB.

Hui possui outras duas casas de luxo no mesmo empreendimento em The Peak, que foram prometidas à Orix Asia Capital em novembro de 2021 por valores não revelados. Os últimos registros mostram que os dois imóveis ainda não foram apreendidos.

Os principais ativos da Evergrande em Hong Kong foram confiscados por bancos este ano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *