Projetos Financeiros

Aqui você encontra diversas possibilidades de crédito.

Novidades

Morte da rainha Elizabeth II muda economia? Entenda

morte da rainha da Inglaterra, Elizabeth II, nesta quinta-feira (8), culminará em mudanças imediatas na monarquia. A primeira delas é em relação ao seu trono, que será ocupado, agora, pelo príncipe Charles, seu primogênito. Mas e a economia? A morte da rainha altera algo no cenário macroeconômico do Reino Unido? De acordo com especialistas, mudanças pontuais na economia do país podem ocorrer, mas não devem ser drásticas, já que o cargo é muito mais simbólico do que executivo.

De acordo com Thiago Martello, especialista em investimentos, pontualmente, para as economias do Reino Unido, ficará um gosto amargo de “alguns milhões de libras perdidos”. 

“Mesmo tendo ensaiado tudo que ocorreria no dia da morte dela, com todos os feriados que serão decretados, eventualmente vários eventos que ela participava, a economia local, com o turismo do palácio, tudo isso vai levar um tempo para voltar para uma normalidade, até o rei ganhar o carisma da população como a rainha conseguiu no seu reinado”, pontuou Martello.

O CEO da Box Asset Management, Fabrício Gonçalvez, seguiu a mesma linha de raciocínio de Martello e afirmou que, instantaneamente, algumas coisas devem mudar. 

“Primeiramente, o mercado fica em luto por um período, e pautas como a crise energética acabam não sendo votadas. Tenho também, neste período, bolsa fechada. Já disseram que no dia do funeral a bolsa de valores de Londres estará fechada e a maioria dos bancos estarão fechados. Consequentemente, você tem uma paralisação da economia no país. O Reino Unido vive, cada vez de forma mais clara, uma certa perda com a adesão ao Brexit, porque o país está seriamente ameaçado por uma recessão, por conta de uma inflação que é muito alta”, destacou Gonçalvez. 

Gonçalvez também citou que, com a morte da rainha, não dá para saber, ao certo, como a economia do Reino Unido vai reagir, principalmente a economia do turismo, como citou Martello.

“Se você observar o reinado, a monarquia era uma grande atração turística para a população que visitava Londres e tem todo aquele encantamento com a monarquia”, disse o CEO da Box Asset Management.

Por que a morte da rainha da Inglaterra não tem tanta influência sobre a economia? 

Por ser uma monarca constitucional, a rainha tinha poderes limitados pela constituição, ou seja, por mais que Elizabeth II fosse a chefe de Estado, ela tinha poderes simbólicos e cerimoniais. Dessa forma, a parte executiva ficava muito mais para o primeiro-ministro (que é o chefe de governo) do que realmente para a rainha (ou rei). Tudo isso também se aplicará ao rei Charles.

De acordo com João Peixoto Baptista Neto, CEO da Ouro Preto Investimentos, a morte da rainha não influencia em nada na economia. 

“Ela tem uma influência muito pequena no próprio governo inglês. Em termos econômicos, vejo influência zero, porque o cargo dela é simbólico. É um cargo que não é executivo, é uma questão muito mais de estabilidade emocional que traz uma certa estabilidade mais política, baseada na tradição, mas com muito pouca influência na economia”, disse Neto. 

Pontualmente, entretanto, algumas coisas mudam. A cientista política, Beatriz Finochio, destaca que a Inglaterra passa por um momento econômico instável e alguns atrasos ocorrerão em relação às medidas econômicas.

“Ia ser anunciado o pacote de medidas econômicas da primeira-ministra Liz Truss. Foi cancelado o anúncio, justamente porque sabemos da importância que tem a rainha Elizabeth, há 70 anos no trono, a única que conseguiu esse feito”, disse Finochio.

“Economicamente falando, além das moedas de circulação, que serão retiradas e colocadas novas moedas com o rosto do rei Charles, a gente vive um momento de inflação na Inglaterra, de possíveis congelamentos de preços. A Lizz Truss havia falado sobre isso, que iria congelar o preço do gás, por conta da situação da guerra na Ucrânia. Ela já tinha inclusive se encontrado com a rainha na terça-feira, mas isso também deve ser adiado diante do fato da morte da rainha da Inglaterra”, complementou. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *