Projetos Financeiros

Aqui você encontra diversas possibilidades de crédito.

CriptomordasDicasNovidades

Principais diferenças entre Cardano e Bitcoin

Protocolo de Consenso e emissão de novas unidades da moeda

Existem algumas características que são diferenças marcantes entre a Cardano e o Bitcoin. A primeira diferença, já citada no decorrer do texto, seria o funcionamento pelo consenso de Proof of Stake, enquanto o Bitcoin utiliza o Proof of Work.

Essa característica inclusive incide também sobre a “emissão” das unidades das moedas. No caso do Bitcoin, que utiliza Proof of Work  para “emitir” novas unidades de bitcoin, existe o processo que é conhecido como mineração. De maneira bem resumida a mineração de bitcoins é a validação das transações que ocorrem no blockchain pelos mineradores, pessoas que através de um hardware específico e computadores potentes, conseguem solucionar o problema matemático e validar as transações. Dessa forma essas pessoas são recompensadas pelo seu trabalho (proof of work) por meio de unidades de bitcoins.

Já na Cardano, o processo é diferente, mineração inclusive nem é o termo utilizado. Vamos discutir mais à frente como ocorre a “mineração” de Cardano.

Com esse algoritmo Proof of Stake, Cardano pretende criar um sistema que permite a votação de toda a comunidade em possíveis forks ou atualizações do protocolo, fazendo com que o ecossistema tenha uma voz muito mais ativa e seja mais participativa nessas melhorias..

Oferta inicial de moedas (ICO)

Em relação à governança e tesouraria das criptomoedas, podemos ressaltar outra diferença marcante, sobre sua ICO (Initial Coin Offering), que é a oferta inicial de moedas. A Cardano acredita que o modelo atual de ICO utilizado por outras criptos, não é o mais eficiente, visto que o dinheiro é coletado de uma vez, somente no início do projeto, para que os desenvolvedores gastem como bem entenderem.

Buscando impactar essa questão, a Cardano pretende lançar seus tokens com contratos inteligentes, nos quais uma parte percentual das taxas de transação ficaria armazenada em um cofre. Esse dinheiro seria utilizado para futuros objetivos e alterações nos protocolos que forem votadas pela comunidade. Isso impacta também diretamente na sustentabilidade do projeto e traz mais segurança, confiança e transparência para os investidores, pois cria um fundo que assegura um suporte maior ao projeto.

Estrutura segmentada do Blockchain

Uma terceira diferença que podemos ressaltar diz respeito à estrutura e o desenvolvimento do blockchain Cardano. O fato da cadeia ter sido estruturada em duas camadas separadas, a de liquidez e a computacional, possibilita alterações simultâneas sem interferência na qualidade ou rapidez das transações. Entram aqui as questões da escalabilidade, que sempre foi um problema no Bitcoin.

Embasamento e desenvolvimento científico

E por fim,  também temos o fato de que Cardano foi construída com uma metodologia científica, apoio de engenheiros, desenvolvedores e cientistas de diversas áreas.

Isso traz uma curiosidade interessante: a Cardano não contém um documento sucinto que explica todo o seu funcionamento e aplicabilidades, como o White Paper do Bitcoin. Como foi planejado e estruturado por métodos científicos, seu registro e regulamentações não poderiam seguir caminhos diferentes. Portanto, a Cardano possui uma vasta documentação no site IOHK que é atualizada periodicamente e avaliada pelos profissionais da área antes de aprovar qualquer implementação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *