Projetos Financeiros

Aqui você encontra diversas possibilidades de crédito.

Dicas

Quais são os principais canais de venda online?

Já sabemos como funciona o e-commerce, certo? Vamos agora entender a diferença entre alguns canais de vendas digitais.

Antes disso, é importante lembrar que, embora muitas pessoas associem e-commerce com loja virtual, o comércio eletrônico engloba várias outras possibilidades além da loja. Veja a seguir:

1. Loja virtual

A loja virtual é um site criado pelo vendedor para expor e comercializar seus produtos.

Toda a gestão do negócio é feita pelo lojista, desde a escolha dos layouts, a forma como os produtos são expostos, a exibição do logo, até muitas outras questões relacionadas à estratégia da marca.

Para a criação desse site, é possível contratar um desenvolvedor, que vai começá-lo do zero, ou, então, optar por uma plataforma de e-commerce. Alguns exemplos de plataforma são a Nuvemshop e a Wix.

Com esse tipo de serviço, que normalmente cobra uma mensalidade, é possível utilizar o sistema de uma empresa de tecnologia para criar e operar sua loja virtual sem a necessidade de conhecimentos técnicos.

Alguns exemplos de lojas virtuais são os sites da Triton e da Nike.

2. Marketplace

Os marketplaces são como shopping centers virtuais. Neles, diversos lojistas expõem seus produtos, que são vistos e comparados pelos visitantes daqueles sites.

Entre exemplos de grandes marketplaces temos o Mercado Livre e a Americanas.com.

Apesar de terem muitos acessos por serem bastante conhecidos, é válido lembrar que, neles, as políticas são decididas por essas empresas e os produtos são expostos entre diversos concorrentes, sem uma diferenciação tão clara entre cada uma das lojas.

Todavia, esse é um canal de vendas muito conhecido e que se encaixa à estratégia de muitos lojistas. Por isso, estude e escolha o que faz sentido para o negócio que você pretende montar.

3. Redes sociais

Outro canal de vendas virtual é o das redes sociais. Seja com integrações nativas dessas plataformas, como o Instagram Shopping, por exemplo, ou combinando diretamente com os clientes, é possível realizar vendas por ali.

Com 140 milhões de brasileiros nas redes sociais, de acordo com dados do estudo Digital 2020, em esse canal é capaz de gerar muita visibilidade para seus produtos. Por outro lado, como elas não foram criadas para esse fim, muitas vezes as funções de pagamento e frete precisam ser realizadas manualmente pelo lojista.

De toda forma, mais uma vez, vale ressaltar que todos os canais de vendas têm prós e contras. O que deve te levar optar por um ou por outro são as necessidades que você enxergar ao empreender.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *