Projetos Financeiros

Aqui você encontra diversas possibilidades de crédito.

Cartão de CréditoDicasEducação FinanceiraInvestimentosSem categoria

Quer ir para o Lollapalooza, mas a grana está curta? Saiba como se organizar financeiramente

Se o dinheiro não está sobrando, uma boa opção é parcelar o valor e procurar investimentos acessíveis e de curto prazo.

Por Bruna Miato, g1

Em 2022, o Lollapalooza reuniu 302 mil pessoas no Autódromo de Interlagos durante os três dias de festival. — Foto: Divulgação

Com um line-up estrelado, que traz atrações inéditas para o festival e para os palcos brasileiros, o Lollapalooza virou um sonho de consumo de milhares de apaixonados por eventos musicais. Mas, se por um lado as bandas e artistas confirmados para a edição do festival em 2023 fazem os olhos brilhar, os preços dos ingressos tornam esse sonho mais distante.

Os ingressos individuais foram disponibilizados para venda na última quarta-feira (19) e vários lotes já foram esgotados. Agora, para curtir um dia de show será necessário desembolsar, pelo menos, R$ 660 para pessoas com direito a meia entrada, R$ 756 para quem optar pela entrada social ou R$ 1.320 para a entrada inteira, sem as taxas de conveniência.

O evento está marcado para os próximos dias 24, 25 e 26 de março. Com o curto espaço de tempo, é uma difícil tarefa juntar todo o dinheiro para o festival. Mas o economista Rodrigo Simões, professor de Finanças da FAC-SP, afirma que há soluções financeiras que podem facilitar o processo.

“O prazo é curto e os preços estão altos. Mas, com certeza, é possível conseguir uma boa margem de desconto se a pessoa se planejar corretamente até a data do evento”, comenta o especialista.

Compre antecipadamente

O primeiro passo, para Simões, é comprar os ingressos o quanto antes. Em geral, a antecipação traz vantagens diretamente ligadas aos preços. Quanto mais se espera, maiores as chances de que os ingressos passem por virada de lote e fiquem mais caros.

Além disso, a entrada social, que é 45% mais barata que a entrada inteira, tem prazo determinado. Ela só será comercializada até o dia 3 de fevereiro do próximo ano ou até que durem os estoques desta modalidade de ingresso.

A economista Ariane Benedito, especialista em mercados de capitais, compartilha da mesma opinião e vai além: para quem sonha em participar da edição do Lollapalooza de 2024 — sim, daqui a um ano e meio —, o processo de organização financeira pode começar já.

“Os preços dos ingressos podem não ser os mesmos de um ano para o outro, mas é possível ter uma noção de quanto vai custar com base nos preços da edição anterior”, explica a economista. Ela acrescenta que alimentação, transporte, hospedagem e até roupas novas podem estar inclusos no valor da experiência.

Neste contexto, Ariane recomenda que a pessoa que tenha interesse em ir ao festival faça uma conta de quanto aquele evento deve custar em sua totalidade, para dividir o valor pela quantidade de meses até o evento. Assim, fica mais fácil ter controle sobre qual a quantia mensal que precisa ser poupada.

Parcelamento pode ajudar

Outra recomendação de Simões é que, se possível, o consumidor opte pelo parcelamento da compra. No caso do Lollapalooza, o parcelamento do ingresso só é possível com cartão de crédito ou débito do banco Bradesco. Para pessoas que não tenham acesso a esses cartões, há outras soluções.

Ariane sugere que os gastos adicionais envolvidos na experiência sejam parcelados, como a compra de roupas, passagens aéreas e hospedagens para quem não é de São Paulo, a fim de diluir os gastos ao longo do tempo para que o todo pese menos no bolso.

“O importante é que as parcelas sejam sem juros”, afirma ela.

Investimentos para uma renda extra

Com a compra antecipada e o parcelamento dos gastos que forem possíveis, ambos os especialistas ouvidos pelo g1 pontuam que uma última estratégia inteligente é investir algum valor, mesmo que baixo, em aplicações seguras e de curto prazo.

“É importante que seja um investimento de alta liquidez (ou seja, que ofereça ao investidor a possibilidade de resgatar o dinheiro investido de forma rápida) e de baixo risco”, comenta Ariane.

Segundo Simões, boas opções são os títulos do Tesouro Nacional com alta liquidez, como o Tesouro Selic (que acompanha a variação da taxa básica de juros, hoje em 13,75% ao ano), e os Certificados de Depósitos Bancários (CDBs) com prazos curtos de resgate.

O especialista ressalta que, embora o retorno destes investimentos no curto prazo não seja altíssimo, eles oferecem uma renda extra que pode ajudar em algumas despesas para o festival. Além disso, títulos de renda fixa são investimentos seguros e contam com garantias para que o investidor não perca dinheiro.

Quanto custam os ingressos?

Preços dos ingressos do Lolla 2023

Tipo de ingressoAo que dá acessoMeia entrada*Entrada social*Entrada inteira*
Lolla DayUm dia de festivalR$ 660R$ 756R$ 1.320
Lolla PassTodos os dias de festivalR$ 1.800R$ 2.020R$ 3.600
Lolla Comfort DayUm dia de festival e área exclusiva do nextR$ 1.188R$ 1.336,80R$ 2.376
Lolla Comfort PassTodos os dias de festival e área exclusiva do nextR$ 2.940R$ 3.274R$ 5.004
Lolla Lounge DayUm dia de festival e área exclusiva da VivoR$ 1.760R$ 1.856R$ 2.420
Lolla Lounge PassTodos os dias de festival e área exclusiva da VivoR$ 4.072R$ 4.239,20R$ 5.344
Fonte: Lollapalooza/T4F | *Os valores podem sofrer variação a depender do lote de ingressos | Pessoas com cartão Bradesco têm 15% de desconto em qualquer tipo de ingresso

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *